6 sinais de que é hora de fazer manutenção de caminhão

A manutenção de caminhão é uma das principais preocupações para quem trabalha com logística, em especial, com a gestão de frotas.

Afinal, esses veículos são equipamentos indispensáveis para o sucesso das operações e, portanto, estar em dia com a oficina e com certos cuidados é uma estratégia fundamental para o bom desempenho das entregas, a saúde financeira da empresa e, claro, para a satisfação final do cliente.

A seguir, confira os principais sinais de que um caminhão precisa de manutenção, ou mesmo, de uma substituição e renovação da frota. Acompanhe.

Qual a importância de realizar a manutenção de caminhão?

Qualquer veículo precisa de manutenções preventivas e corretivas a partir de um período de uso. No entanto, quando falamos em uma frota logística, essa prática se torna ainda mais essencial, tendo em vista que o bom funcionamento do caminhão estará diretamente relacionado ao desempenho das operações.

Assim, listamos alguns fatores referentes à importância da manutenção de caminhão de uma frota. Confira!

Desempenho das entregas

Sem dúvidas, o mais importante benefício de manter a manutenção de caminhão em dia é o desempenho das operações e entregas da empresa.

Isso porque a falta de manutenção ou de cuidados básicos com o veículo pode influenciar diretamente na qualidade das entregas e, consequentemente, gerar riscos e até prejuízos para o negócio, como atrasos, inutilização do caminhão, perda de mercadorias, reclamações de clientes, entre outros problemas.

Redução de custos

Outro benefício da manutenção de caminhão é a redução de custos com consertos ou mesmo com a necessidade de trocas precoces da frota.

Afinal, um dos principais papéis da manutenção preventiva é, justamente, aumentar a vida útil do veículo e evitar problemas maiores e mais caros no futuro.

Além disso, quando dizemos que a manutenção preventiva ajuda a minimizar custos, estamos considerando, também, os riscos durante as operações de entregas. Ou seja, se o veículo enguiça ou quebra durante uma distribuição por falta de manutenção, é preciso considerar outros custos além do conserto, como reboque, guincho, perda de mercadorias, devoluções de clientes, entre outros.

Conservação do patrimônio

Os veículos de uma frota são um patrimônio de alto valor agregado para a empresa e, portanto, cuidar bem deles é uma obrigação de todos os colaboradores.

Fazendo isso, é possível aumentar a vida útil dos veículos, torná-los mais produtivos e rentáveis por mais tempo, agregar mais valor em uma possível revenda e garantir mais segurança às operações.

Mais segurança na condução

Outra vantagem de suma importância referente à manutenção de caminhão da frota está atrelada à segurança da carga e dos motoristas.

Afinal, a falta de manutenção e de boas práticas de conservação do veículo gera riscos de diferentes níveis durante uma operação, podendo, inclusive, acarretar acidentes fatais ou com perda total da mercadoria, por exemplo.

Melhor produtividade do veículo

Veículos com a manutenção em dia tendem a ser mais produtivos para o negócio, cumprindo, assim, o seu papel essencial dentro da logística.

Por outro lado, a ausência de um bom cronograma de manutenções preventivas pode gerar riscos, tais como paralisação do veículo no pátio da empresa, mau desempenho na condução, mais idas à oficina e assim por diante.

Na prática, todos esses fatores vão influenciar diretamente a qualidade de sua logística, seus custos e na satisfação final do cliente.

Quais os sinais de que sua frota necessita de manutenção?

Aqui, vale reforçar a importância da manutenção preventiva da frota, mesmo que não haja sinais claros de defeitos ou de mau funcionamento dos veículos.

No entanto, ainda tendo este cuidado, todo caminhão está passível de apresentar problemas com o uso e, nestes casos, a dica é não esperar muito para averiguar e descobrir os motivos.

A seguir, destacamos alguns dos principais sinais que indicam a necessidade de manutenção de caminhão. Confira!

1. Fumaça com cor diferente

Se o caminhão apresentar emissão de CO2 em excesso e, principalmente, der sinais visíveis de coloração, seja branca demais ou mais escura, algo precisa ser diagnosticado.

As causas possíveis podem ser muitas, desde a queima inadequada de óleo lubrificante, até a qualidade do combustível utilizado.

Porém, o mais importante é entender como isso pode influenciar o desempenho da condução e quais riscos podem gerar para o veículo.

Vale destacar ainda que a emissão inadequada de CO2 ainda é fator passível de multa e até de apreensão do veículo em rodovias.

2. Ruídos diferentes

Outra forma de detectar problemas no veículo é ficar atento ao surgimento de ruídos em peças e partes do caminhão, tais como barulhos no motor, no câmbio, no rolamento, na ignição e assim por diante.

É natural que ruídos surjam com o tempo de uso, por isso é importante manter esse controle frequente e, assim, registrar a ocorrência junto aos mecânicos responsáveis pela manutenção de caminhão.

3. Perda de potência 

Se o motorista notar que o caminhão tem perdido força durante a condução, isso pode ser um  sinal de que o veículo precisa de manutenção urgente. Em geral, esses casos estão atrelados ao desempenho do motor e, portanto, se torna crucial um diagnóstico mais detalhado.

Os motivos para a perda de potência do veículo também são variáveis, podendo ser velas queimadas, combustível de má procedência, tubulações sujas ou entupidas, catalisador, entre outros.

4. Trepidação

Outro sinal de que o seu caminhão precisa de manutenção é quando há trepidação diferente do normal ao ligar ou conduzir o veículo.

Em geral, motores a diesel já apresentam uma trepidação maior do que outros combustíveis. No entanto, quando isso passa da normalidade, pode ser que algum problema mais sério esteja se apresentando.

Sendo assim, não espere muito tempo para consultar um profissional para descobrir a origem do problema.

5. Pneus muito desgastados

Peças essenciais para a segurança da condução, os pneus são parte fundamental do veículo e um dos sinais mais fáceis de identificar a necessidade de manutenção.

Além disso, pneus desgastados não geram somente risco de acidentes, mas também de multas, comprometimento do desempenho do carro, aumento do consumo de combustíveis etc.

Assim, busque realizar o rodízio de pneus de forma estratégica, invista em produtos de boa qualidade e com resistência garantida, respeite a capacidade de peso dos veículos e evite rodar com peças que apresentem sinais de desgaste.

Veja como reduzir o custo da frota com o controle dos pneus.

6. Defeitos frequentes

Se os caminhões de sua frota apresentam defeitos com frequência, é fundamental analisar caso a caso e tomar decisões mais assertivas sobre as estratégias adotadas.

Afinal, depois de um tempo de uso, mesmo que haja manutenções regulares, é natural que os veículos percam seu desempenho original, desgastem peças e, claro, apresentem problemas com uma frequência maior.

Assim sendo, cabe ao gestor avaliar o "peso" dessas manutenções constantes, a idade e desempenho atual dos veículos e decidir se é mais vantajoso manter a estratégia ou investir na renovação da frota.

Dicas sobre manutenção preventiva do caminhão

Como destacamos, o mais recomendado para a preservação da frota é investir em um plano de manutenção preventiva.

Afinal, é por meio dessa boa prática que se torna possível aumentar a vida útil do veículo e garantir um melhor funcionamento de suas peças por mais tempo.

Apesar de não haver um padrão único a ser implementado em todas as empresas, os seguintes passos são recomendados para estabelecer um plano eficiente de manutenção preventiva de sua frota. Confira!

Crie uma política interna de frotas

A política de frotas tem por objetivo estabelecer boas práticas sobre o uso do caminhão na empresa e, claro, isso pode englobar fatores inerentes à manutenção preventiva, tais como: 

- os motoristas devem registrar novas ocorrências e defeitos de imediato aos mecânicos;
- os colaboradores têm que realizar um checklist antes de iniciar e quando concluir uma operação;
- é preciso seguir um calendário de manutenção periodicamente;
- a política interna pode listar uma série de cuidados e boas práticas sobre a condução adequada.

Elabore um calendário de manutenção

A manutenção preventiva deve ser realizada constantemente, mesmo que não haja nada aparente ou visível para um possível conserto ou troca.

Dessa forma, o mais recomendado é que se elabore um cronograma periódico para que os mecânicos avaliem regularmente peças e partes essenciais, tais como pneus, velas, nível de óleo, elétrica etc.

Realize o rodízio de pneus

Como vimos, o rodízio de pneus é uma tipo de manutenção preventiva simples e de extrema importância para a gestão de frotas, já que permite aumentar a vida útil dessas peças, reduzir o desgaste e, consequentemente, enxugar custos com trocas desnecessárias.

Oriente os motoristas

Além da política interna de frota, é fundamental reforçar constantemente alguns pontos com os motoristas, em especial os que se referem às boas práticas de conservação e condução do veículo.

Sendo assim, você pode orientá-los sobre pontos como: 

- higienização do veículo;
- respeito às leis de trânsito;
- respeito à capacidade de peso do veículo;
- cuidados essenciais durante a condução;
- realização de procedimentos básicos, como troca de óleo, fluido do carburador, calibração dos pneus etc.

Conte com mecânicos de confiança

Seja por meio de uma oficina própria, ou por terceirização, é fundamental que a equipe responsável pela manutenção preventiva e corretiva de seus caminhões tenha boa capacidade técnica.

Afinal, esse tipo de serviço pode gerar riscos ao veículo e até mesmo custos desnecessários quando o profissional não o realiza de forma adequada, ou mesmo age de má fé para benefício próprio.

Invista em softwares de gerenciamento de manutenção de frota 

Hoje, com o advento de novas tecnologias, otimizar a sua gestão de frotas é mais fácil do que se imagina, graças a softwares completos e avançados para este fim.

A partir desses sistemas, a sua empresa terá controle de processos de suma importância em sua gestão, o que engloba, também, a manutenção de caminhão.

Para se ter uma ideia da capacidade dessas ferramentas, algumas das suas principais funcionalidades são:

- Controle de frota;
- Controle de manutenção;
- Controle de pneus;
- Controle de peças;
- Frota própria ou agregada;
- Gerenciamento de estoque;
- Controle de combustível;
- Lubrificantes e agregados;
- Manutenção preventiva;
- Manutenção corretiva;
- Agendamentos de manutenção;
- Cadastro de mão-de-obra. 

Vimos aqui como realizar a manutenção de caminhão é importante para as operações da sua empresa. Quer saber mais sobre o assunto? Confira nosso guia completo sobre como reduzir custos com boas práticas em seus veículos. Boa leitura!

OnBlox é uma empresa de desenvolvimento de softwares para gerenciamento logístico.

Deixe seu Comentário

Informações

Se você deseja conhecer mais sobre nossos produtos, ou simplesmente fazer uma visita ao nosso escritório, fale conosco através do formulário de contato.