Como fazer um planejamento de estoque eficiente?

Fazer um planejamento de estoque eficiente é uma estratégia fundamental, não apenas para melhorar a organização e disponibilidade de seus itens no armazém ou CD, mas também como uma forma de otimizar processos, reduzir custos, eliminar desperdícios e, inclusive, melhorar o nível de suas entregas.

Por isso, cabe à cada gestão prezar por determinados procedimentos e práticas diárias, no intuito de tornar o seu estoque cada vez mais dinâmico e eficiente.

E é justamente sobre estes pontos que vamos abordar a seguir, trazendo dicas sobre como melhorar o seu planejamento de estoque e quais as vantagens que podem ser agregadas com isso. 

Acompanhe.

Afinal, o que é planejamento de estoque? 

Podemos considerar o planejamento de estoque como uma questão estratégica inerente às responsabilidades da gestão de armazéns. Nele, é imprescindível mapear, mensurar e monitorar a movimentação de cada item e mercadoria do negócio, no intuito de equilibrar o volume e o período ideal de reposição. 

Afinal, cada item parado na prateleira representa um ativo financeiro da empresa e, portanto, é preciso considerá-lo como algo de "valor", que tanto pode gerar lucro, como prejuízo se não for bem gerido. 

Sendo assim, o planejamento de estoque eficiente visa justamente buscar um equilíbrio ideal de produtos e insumos armazenados, de forma a garantir que esses sejam suficientes para suprir as demandas da empresa, sem gerar custos excessivos, perdas e ocupar espaços físicos desnecessariamente. 

Em outras palavras, o planejamento de estoque tem como objetivo garantir um nível de estoque eficiente, sem excessos e sem faltas para as suas operações. Mas para tal, é preciso levar em consideração uma série de fatores, aplicar métodos e monitorar com eficácia cada movimentação interna de seu armazém, conforme veremos mais detalhadamente. 

Assista ao vídeo abaixo e confira as 6 principais tendências de logística para 2022!

 

Qual o objetivo do planejamento e controle de estoque? 

Prezar por um bom planejamento de estoque não se resume unicamente a manter o armazém organizado. É preciso pensar além disso! 

Ou seja, o planejamento de estoque está atrelado diretamente a uma ideia de otimização de processos, cujo objetivo é agregar mais qualidade, dinâmica, segurança financeira e praticidade às suas operações logísticas. 

Sendo assim, podemos destacar como objetivos essenciais de um bom planejamento de estoque, os seguintes fatores:

Evitar desperdícios 

Como vimos, estoques são ativos de suma importância para as empresas e, portanto, o desperdício e perdas de insumos ou produtos podem acarretar prejuízos incalculáveis para o negócio. 

E indiscutivelmente, um dos principais motivos para essas ocorrências é a falta de planejamento do estoque, que gera:  

- erros em cálculos de compras;
- previsões de vendas inadequadas;
- falta de controle nas movimentações internas;
- má gestão do estoque;
- ausência de métodos eficientes de armazenagem;
- erros no cálculo do giro de estoque.  

Todos esses gargalos são comuns em qualquer empresa, mas podem ser melhorados por meio de ações estratégicas e de um planejamento de estoque. 

Vale destacar, ainda, que desperdícios não trazem apenas prejuízos financeiros para a empresa, mas também podem acarretar em problemas operacionais e limitações de espaços no armazém.  

Afinal, antes de se perderem, estes mesmos itens estavam ocupando endereços no estoque sem utilidade e, consequentemente, gerando custos. 

Reduzir custos 

Outro objetivo claro ao fazer um bom planejamento de estoque é a redução de custos no armazém. 

Aqui, reforçamos a ideia de que cada item armazenado tem o seu valor agregado para o negócio, podendo tanto gerar lucro - se movimentado corretamente -, como prejuízo - se permanecer parado. 

Dessa forma, é fundamental que o planejamento de estoque leve em consideração alguns fatores, como:  

- giro de estoque;
- volumes adequados para cada item;
- prazo ideal de reposição;
- espaços físicos disponíveis para cada produto no armazém.  

Assim, antes mesmo de haver desperdício ou perda de estoque, qualquer produto parado e sem utilidade na prateleira, automaticamente está gerando custos de armazenagem. 

Portanto, isso deve ser levado em consideração durante o planejamento de estoque, a fim de evitar ou, pelo menos, minimizar esse "peso" na saúde financeira da empresa. 

Garantir processos mais ágeis 

Lembra que vimos que o planejamento de estoque está diretamente ligado a uma ideia de otimização de processos? Pois bem! Aqui, essa lógica se confirma, pois, em um estoque desorganizado, sem nenhum tipo de controle e com falhas e gargalos por todas as etapas da cadeia de suprimentos, a tendência é que os processos sejam mais lentos e difíceis de monitorar. 

Sendo assim, um dos principais objetivos de planejamento de estoque eficiente é justamente otimizar as etapas do supply chain, tornando cada atividade e tarefa mais simples, prática e ágil. 

Vamos a um exemplo prático: pense em um armazém de produtos alimentícios que jamais realizou um planejamento de estoque eficiente como deveria e que recebeu determinado pedido de condimentos de um cliente importante. Porém, por haver desorganização e falta de controle interno, os operadores encontram dificuldades em:  

- localizar os itens no estoque;
- saber quais itens devem ser carregados primeiro, conforme data de validade;
- realizar o picking corretamente.

Apesar de ser uma mera suposição, tais gargalos são comuns em diversas empresas e, mesmo que as operações consigam, de alguma forma, ser concluídas assim, é fundamental levar em consideração que tudo isso pode gerar atrasos, retrabalhos e até custos para sua empresa, o que é inadmissível em tempos tão competitivos como os de hoje. 

Proporcionar maior satisfação do cliente 

É possível associar o planejamento de estoque eficiente com a satisfação final do consumidor. 

Afinal, como vimos, se seus processos internos do armazém são lentos e com riscos de falhas, isso pode afetar a qualidade de suas entregas e, consequentemente, a experiência do cliente.

Lembre-se que, hoje, diversas empresas têm investido em formatos de entregas cada vez mais dinâmicos e ágeis, como o same-day delivery, por exemplo. 

Mas para que isso seja implementado na prática, as empresas devem não investir somente em transporte, mas também realizar planejamentos de estoque extremamente eficazes. 

Quais práticas e ações podem ser usadas para implementar um planejamento de estoque? 

Vale reforçar a ideia de que não existem "receitas prontas" para qualquer estratégia logística e, portanto, cabe a cada gestor conhecer a fundo as suas operações e necessidades, buscando soluções mais adequadas para elas. 

Por outro lado, obviamente há boas práticas e ações que podem servir como inspiração para tais estratégias, mas ainda assim, é papel da gestão de estoque saber como, quando e onde implementá-las. 

Sabendo disso, destacamos algumas dessas possibilidades estratégicas que a sua empresa pode investir para melhorar o seu planejamento de estoque. Confira! 

Busque padronizações para o seu estoque 

Quando falamos em padronização de estoque, nos referimos a processos, métodos e práticas utilizadas na rotina de seu armazém. 

Então, por exemplo, fatores como endereçamento, metodologia de armazenagem, controles, inventários, entre outros, precisam estar devidamente padronizados e, claro, seguidos por todos os operadores do armazém. 

Para ficar mais claro, imagine, por exemplo, que cada setor de armazenagem conte com um padrão diferente para seus endereços de estoque. Ou que o registro de cada item recebido seja realizado de formas distintas. 

Portanto, busque padronizar tudo o que for possível em relação a processos, métodos e controles dentro do seu armazém, a fim de mantê-lo mais organizado e evitar erros e gargalos básicos no dia a dia. 

Planeje bem a sua projeção de pedidos 

Aqui, é muito importante ressaltar a importância da integração da logística com a área comercial da empresa, em especial no que se refere à previsão de vendas e, consequentemente, de movimentação ideal dos produtos. 

Essa prática se torna essencial para evitar todos os gargalos que já destacamos até aqui, como custos desnecessários, compras excedentes, desperdícios e prejuízos financeiros. 

Além destas falhas comuns, a falta de uma boa projeção de pedidos pode acarretar em outros problemas, como falta de itens para as demandas, por exemplo. 

Controle o giro de estoque 

Calcular o giro de estoque é essencial dentro da gestão de estoque e, por sua vez, contribui para um planejamento futuro muito mais eficiente e adequado, conforme as necessidades das operações. 

Basicamente, o giro de estoque se baseia em históricos passados e na projeção futura de vendas, buscando, assim, encontrar um nível ideal de reposição e ressuprimento do armazém, de uma forma contínua e cíclica, no intuito de sempre haver a disponibilidade adequada para os carregamentos. 

 

Monitore constantemente suas operações 

Na logística, nada é estático! Portanto, monitorar e acompanhar suas operações constantemente é uma tarefa fundamental na gestão, já que muitos fatores podem variar com o tempo e com o próprio mercado. 

Por exemplo, épocas de sazonalidade de produtos têm demandas maiores de pedidos. Fatores inesperados, como a atual pandemia, também podem ser citados como outro exemplo de mudança repentina para as operações e assim por diante. 

Logo, acompanhe volumes de vendas, níveis de estoques, tempo de entrada e saída dos itens etc. 

Realize inventários com frequência 

Outro fator de suma importância para melhorar o planejamento de seu estoque é a realização de inventários eficientes e com a devida frequência. 

Afinal, o objetivo principal desta prática é justamente conferir os níveis de estoque no físico e no controle virtual. Logo, se há divergências ou mesmo informações erradas nesse sentido, a tendência é de que seu planejamento de compras e distribuição encontre gargalos e falhas no futuro. 

Por isso, crie um cronograma e realize inventários de tempos em tempos em seu estoque.

 

 

Invista em softwares de gestão de estoque 

Hoje, em tempos de tecnologia, insistir em controles manuais para a sua gestão de estoque é se fadar ao atraso e ao obsoletismo. 

Afinal, há diversas soluções tecnológicas que permitem otimizar o seu supply chain de ponta a ponta, como é o caso do sistema WMS. 

Ou seja, além de melhorar todos os processos e controles internos de seu armazém, este tipo de software ainda contribui para promover uma visão mais ampla e detalhada de sua cadeia de suprimento, ajudando a melhorar suas decisões e a planejar melhor suas estratégias. 

Como um sistema WMS pode ajudar a melhorar o seu planejamento de estoque? 

Como destacado, o sistema WMS é o que há de mais moderno e completo no que se refere à solução tecnológica para a gestão de estoque de empresas logísticas. 

Na prática, a ferramenta permite otimizar todas as etapas de uma cadeia de suprimentos, desde o recebimento dos produtos nas docas do armazém, até o seu carregamento para entrega. 

Então, sua empresa passa a ter controle total da movimentação interna de cada item, padronização de dados e informações sobre os produtos, agilidade na localização e rastreamento no armazém, elimina erros de comunicação e ganha agilidade em todos os processos. 

Isso ocorre, pois o sistema WMS opera em conjunto com coletores de dados, que vão carregar todas as informações necessárias de cada item (data de validade, lote, fornecedor, SKU etc.) em suas etiquetas com códigos de barras, QR Code ou RFID. 

Toda essa automatização permite à gestão um controle muito mais apurado sobre seus itens e, consequentemente, realizar um planejamento de estoque mais eficiente e baseado em dados. 

Em resumo, essas são algumas dicas essenciais sobre a importância e como fazer um planejamento de estoque corretamente em sua empresa, agregando não apenas mais organização ao seu armazém, como também melhorando fatores como redução de custos, agilidade na distribuição, otimização de processos, entre outros. 

Gostou? Quer saber mais sobre o sistema WMS e como ele pode ajudar a sua gestão de estoque a melhorar seus processos de ponta a ponta? Então, converse agora com um de nossos especialistas e agende uma apresentação das soluções da OnBlox.

OnBlox é uma empresa de desenvolvimento de softwares para gerenciamento logístico.

Deixe seu Comentário

Informações

Se você deseja conhecer mais sobre nossos produtos, ou simplesmente fazer uma visita ao nosso escritório, fale conosco através do formulário de contato.