Como a localização do armazém influencia o trabalho logístico?

Entre os diferenciais estratégicos que algumas empresas levam em consideração na logística de distribuição, vale destacar a escolha ideal sobre a localização do armazém. Afinal, esse pequeno detalhe pode fazer muita diferença na qualidade e agilidade das entregas do negócio e, inclusive, influenciar diretamente os custos operacionais e a experiência final do consumidor. 

E para entender melhor essa relação entre a localização do armazém e a qualidade de sua logística, acompanhe.

Qual a importância da escolha da localização do armazém? 

Quando pensamos em logística e localização do armazém, automaticamente nos vêm à mente a ideia de ter depósitos mais próximos às áreas de entrega, não é mesmo? De fato, essa é uma das estratégias principais durante essa decisão, porém não é a única a ser levada em consideração. 

Isso porque a escolha de onde se instalará o seu armazém pode - e deve - considerar outros fatores e aspectos importantes para a sua operação. 

E para entender melhor isso, a gente separou alguns deles a seguir. Confira! 

Proximidade com cientes 

Como destacado, o primeiro ponto importante na escolha do local estratégico para o seu armazém é justamente tê-lo próximo ao seu mercado de atendimento, ou seja, mais perto dos clientes. 

No entanto, essa não é, necessariamente, uma regra geral e, nem sempre, uma estratégia vantajosa, dependendo da área de atuação da empresa. 

Por exemplo, se o seu negócio atende a um público B2C e o público basicamente se concentra nos grandes centros urbanos, pode ser que a instalação de um armazém nesses locais se torne inviável por diferentes fatores, tais como custos elevados, pouca disponibilidade de espaço, limitações e regras de circulação etc. 

Por outro lado, se a sua empresa atende, por exemplo, produtores rurais em regiões mais distantes, ai sim, instalar a definição de localização do armazém pode ser um processo mais simples e prático. 

Em outras palavras, este fator de estar perto do consumidor final é importante, porém a viabilidade deste processo vai depender de muitos outros aspectos. 

Proximidades com fornecedores 

Outro fator importante a ser levado em consideração na escolha da localização do armazém se refere à proximidade da estrutura com seus parceiros comerciais. 

Isso é válido, por exemplo, para armazéns que necessitam de insumos constantes ou que realizam processos de montagem ou de fabricação de algum produto. 

Na prática, estar próximo aos fornecedores pode ajudar a otimizar o recebimento de materiais, evitar atrasos e faltas, reduzir custos de compras e até melhorar o desempenho de suas entregas finais. 

No entanto, assim como no tópico anterior, a escolha e viabilidade também vão depender de diversos fatores externos, tais como aluguel, disponibilidade de espaço físico, capacidade de distribuição deste local, entre outros. 

Clique aqui e acesse gratuitamente o infográfico com o passo a passo de como organizar a sua logística de distribuição

Proximidade com a rede de distribuição 

Além dos dois tópicos acima, um outro ponto de destaque sobre a localização do armazém deve levar em consideração a proximidade com a sua rede de distribuição, caso as suas entregas necessitem passar por diferentes pontos e depósitos. 

Em muitos casos, em especial no varejo, algumas empresas contam com um armazém central e outros menores espalhados em locais estratégicos nas cidades. 

Na prática, isso ajuda a pulverizar ainda mais a sua área de atuação, porém requer muita organização e planejamento na distribuição. 

E um dos fatores indispensáveis se refere à localização do armazém em relação a estes pontos. Ou seja, se a instalação desses hubs de distribuição estiver muito distante do CD central ou de difícil acesso, provavelmente isso trará impactos e gargalos operacionais à sua logística. 

Que tipo de influência a localização do armazém traz para o trabalho logístico? 

Até aqui, separamos três fatores que são considerados indispensáveis para a escolha estratégicas da localização do armazém e a importância que cada um deles pode trazer na prática. 

No entanto, como bem visto, todos eles também dependem de outros aspectos externos que serão cruciais para definir se aquele é ou não o ponto ideal para a implementação da estrutura de distribuição. 

Sabendo disso, a partir deste tópico vamos destacar também algumas influências diretas que a localização do armazém pode trazer à rotina e ao dia a dia de sua logística. Confira! 

Durabilidade dos produtos 

Sim! Uma das principais influências que a localização do armazém pode ter em sua logística se refere à durabilidade e validade de determinados produtos, dependendo de sua área de atuação. 

Por exemplo, uma indústria farmacêutica ou mesmo empresa do ramo alimentício precisam levar isso em consideração, já que alguns produtos têm prazos muito curtos de validade e são altamente perecíveis, o que pode dificultar a etapa de transporte e, consequentemente, uma das soluções é reduzir os trajetos com pontos de distribuição mais próximos aos locais de entrega. 

Logo, esse fator precisa ser considerado em algumas áreas específicas de atuação! 

Aproveite para assistir ao MáximaCast e descubra como utilizar a curva ABC para a gestão de estoque e comercial

Capacidade de montagem ou fabricação 

Lembra que destacamos que a localização do armazém deve também estar atrelada à proximidade com fornecedores e parceiros comerciais? Pois bem! Aqui vamos reforçar essa ideia, especialmente para os casos de empresa que realizam processos de montagem ou mesmo de produções internas. 

Nesse caso, quando o armazém se localiza estrategicamente próximo aos fornecedores de insumos e matérias-primas, a tendência é de otimizar o recebimento de materiais e de melhorar diferentes etapas do supply chain até a distribuição final. 

Custo de mão de obra 

Para provar que a localização do armazém influencia não só apenas as questões logísticas e de distribuição, vale destacar os custos com a mão de obra empregada nas operações. 

Por exemplo, se o depósito for muito longe e de difícil acesso aos colaboradores, é preciso considerar também os gastos necessários que essas pessoas vão ter para se locomover até lá. 

Além disso, custos com alimentação e até mesmo pernoites podem entrar nesse bolo, dependendo de quão longe fica o armazém de sua empresa. 

Qualidade das entregas 

Um outro ponto indiscutível sobre a boa localização do armazém logístico está associado à qualidade de sua distribuição. 

Em outras palavras, se o local de seu depósito permite otimizar os processos de sua cadeia de suprimento, tais como recebimento de materiais e proximidade com o público, automaticamente isso vai influenciar a agilidade de suas entregas. 

Portanto, isso reforça como a localização do armazém pode agregar valores e experiências ao consumidor final também e não somente às questões operacionais. 

E como escolher o local ideal para o seu armazém logístico? 

Conforme já destacamos mais acima, a localização do armazém vai depender de uma série de fatores e aspectos internos e externos. Portanto, não espere uma "receita pronta" para essa estratégia, pois ela não existirá! 

Assim, essa decisão caberá aos gestores e responsáveis pela logística da empresa, que deverão avaliar ponto a ponto todos os fatores inerentes a esta escolha, de acordo com as necessidades e características de suas empresas. 

Mas para facilitar e ajudar nesse processo, nós separamos algumas dicas consideradas essenciais para esse tipo de decisão. Confira a seguir! 

Defina o local conforme suas necessidades 

Aqui, vale reforçar a ideia de que a localização estratégica do armazém logístico não deve se resumir somente à proximidade com o público, mas também considerar diversos outros fatores, que inclusive podem ser até mais vantajosos para a empresa. 

Além disso, é fundamental levar em consideração aqui a questão da viabilidade de instalação do depósito em determinadas localidades. 

No caso de grandes centros urbanos, por exemplo, isso pode ser tornar mais difícil, ou até mesmo impossível em certas ocasiões. Logo, é preciso achar um meio termo que atenda às necessidades de sua operação. 

Avalie as condições operacionais da região 

Aproveitando o gancho anterior, a localização do armazém deve considerar outros aspectos que nem sempre fazem parte da gerência da empresa. 

Por exemplo. em algumas regiões pode haver limitações e regras de circulação de veículos, horários de funcionamento de transporte coletivo (para os funcionários), problemas com a segura pública etc. 

Ou seja, a localização em si pode ser considerada boa, mas dependendo das condições externas, isso pode influenciar a rotina de trabalho da empresa e até mesmo o desempenho e qualidade de suas entregas. 

Defina a categoria de galpão logístico 

Como você bem deve saber, hoje existe uma infinidade de modelos e tipos de estruturas de armazenamento logístico e, portanto, isso também influenciará na decisão da empresa. 

Afinal, a implementação e instalação de um armazém novo também vai levar em consideração o seu modelo de estrutura, além da localização. Ou seja, antes mesmo de definir o local, é importante que você planeje que tipo de armazém será montado ali. 

Hoje, existem estruturas móveis e leves, que utilizam lonas e esqueletos de metal, até os modelos mais tradicionais da construção civil.  

Leia também Estruturas de armazenagem: o que são e quais os tipos?

Avalie o modelo de suas operações 

Outro ponto importante sobre a escolha da localização do armazém logístico está atrelado ao modelo de operação que a sua empresa vai trabalhar. 

Hoje, por exemplo, existem diferentes modalidades de entregas e armazenagem logística, tais como o cross docking, o uso de hubs e armários inteligentes, a instalação de uma cadeia de distribuição pulverizada em vários pontos etc. 

Tudo isso vai ajudar você a escolher qual o local mais apropriado e de melhor custo-benefício, conforme as especificidades de sua operação. 

Escolha os métodos de sua entrega 

A localização do armazém logístico não influencia somente as operações de armazenagem, mas a distribuição como um todo. 

Dependendo da localidade do depósito, é possível inclusive trabalhar com variados modais de transporte mais práticos, modernos e eficientes. 

Por exemplo, armazéns mais próximos aos centros urbanos podem apostar em entregas de moto, bicicleta ou até mesmo a pé. 

Em modelos que utilizam diversos pontos de distribuição de mercadorias, o uso de vans e carros menores pode ser mais eficaz que os caminhões convencionais também. 

Avalie os custos da localização 

Conseguir reduzir custos operacionais é um desafio constante em toda a área da logística e, como não poderia ser diferente, a escolha da localização do armazém também tem influência direta nisso. 

E para mensurar exatamente quais são estes custos específicos, nos separamos uma pequena lista a ser levada em consideração. Confira!  

- custos das entregas;
- custos operacionais;
- custos com mão de obra (transporte e locomoção dos funcionários, alimentação etc.);
- preço do aluguel e impostos do terreno;
- custos fixos (luz, água, gás, iptu etc.).  

Baixe gratuitamente a planilha para gestão de estoque e descubra pontos favoráveis, estáveis e de melhorias no seu armazém.

 

Defina o tamanho ideal de seu depósito 

Muitas empresas ainda insistem em armazéns logísticos e centros de distribuição convencionais grandes e complexos para suas logísticas, o que nem sempre é necessário. 

Conforme vimos em tópicos anteriores, é possível otimizar as operações por meio de novos modelos de entregas, como o cross docking, por exemplo, que reduz a necessidade de tempo de armazenagem dos produtos, tornando a distribuição muito mais dinâmica e rápida no dia a dia. 

Logo, ao reduzir a necessidade de estoques, a sua empresa também reduz a necessidade de espaços físicos maiores. E assim, é possível, por exemplo, apostar em depósitos mais compactos e menores, o que consequentemente, vai influenciar na redução de custos, trabalho e mão de obra em suas entregas. 

Como otimizar a gestão de seu armazém? 

Definida a melhor localização para o seu armazém logístico, é fundamental prezar pela qualidade e otimização de seus processos internos

Para isso, se torna essencial trabalhar fatores como os seguintes no dia a dia de sua logística:  

- defina o melhor modelo de estoque para o seu produto;
- invista em estruturas adequadas de armazenagem do armazém;
- capacite sua equipe de colaboradores;
- aposte em novas tecnologias e sistemas de gestão específicos para armazéns logísticos;
- conte com equipamentos modernos e que proporcionem segurança e qualidade ao trabalho dos funcionários.  

Em resumo, essas são algumas dicas e informações úteis sobre a importância da escolha da localização do armazém logístico e como tudo isso influencia no dia a dia do trabalho e operação de uma empresa. 

E se você curtiu o post e quer saber mais dicas sobre esse universo logístico, não deixe de conferir nosso próximo post e veja como fazer um planejamento de estoque eficiente em seu armazém. Boa leitura!

Deixe seu Comentário

Informações

Se você deseja conhecer mais sobre nossos produtos, ou simplesmente fazer uma visita ao nosso escritório, fale conosco através do formulário de contato.