Tipos de carrocerias e a importância para o seu negócio

Conheças os principais tipos de carrocerias e saiba como inseri-los de maneira estratégica na sua empresa.

Por tipos de carroceria, entendemos as estruturas responsáveis por sustentar o veículo, mas além disso, eles funcionam, também, como tipos de trailer de transporte para cargas, como os caminhões, por exemplo.

Se você trabalha com transporte de cargas e nunca parou para analisar a importância que uma maior atenção à carroceria tem para o seu negócio, então, é provável que você não esteja extraindo o máximo desse elemento na sua atividade. É por isso que vale a pena saber mais sobre os tipos de carrocerias e como fazer o melhor uso possível delas. Confira na sequência.

O uso da carroceria no transporte

Assim como existem diferentes tipos de caminhões para as mais diversas necessidades, também existem variados tipos de carrocerias para os mais diversos trabalhos com transporte.

Pense em demandas como o transporte de produtos perecíveis, como remédios e alimentos, por exemplo. Cargas desse tipo precisam de uma logística específica para que os itens cheguem ao seu destino com sua integralidade garantida. Neste caso, quando falamos em logística, precisamos ter em mente as especificidades dos veículos utilizados na ação.

Produtos sensíveis demandam um sistema mais sofisticado de refrigeração, o que sugere um investimento maior por parte da empresa responsável pela entrega deles. Carrocerias refrigeradas representam apenas um exemplo de que também para o transporte de cargas é preciso ter estratégia, com o uso de soluções fabricadas especificamente para determinada função.

A realidade é que, dependendo do tipo de negócio, a escolha do recurso a ser utilizado, ou seja, dos tipos de carrocerias, faz toda a diferença.

Confira esse guia de planejamento logístico para 2021, é gratuito!

Porque conhecer os diferentes tipos de carrocerias

O mercado disponibiliza uma série de opções para o transporte de carga, de modo que compreender as diferenças entre elas costuma ser o bastante não só para você agir de acordo com as características do transporte que precisa ser feito, mas também para preservar a saúde de seus colaboradores.

É esse entendimento que pode diferenciar a empresa que atua com profissionalismo daquela que age de maneira amadora, uma vez que características de cargas diferentes exigem cuidados diferentes. Quando não são conduzidas sob as condições adequadas, dependendo da distância a ser percorrida, elas podem estragar ou se perder ao longo do deslocamento, causando uma série de prejuízos para a empresa.

O que é preciso considerar antes de escolher os tipos de carrocerias

Independentemente de usar o próprio veículo ou de recorrer ao serviço de terceiros para fazer o transporte da sua empresa, você precisa considerar basicamente três elementos. São eles:

  • o tipo de carga ao qual você se dedica;
  • o local;
  • as variações de mercado.

Tendo esses elementos em mente, as escolhas a respeito dos recursos a serem usados se tornam mais racionais, de maneira que você não corra o risco de fazer qualquer investimento que não esteja em conformidade com as reais necessidades do seu negócio. É em função disso que você já pode analisar os diferentes tipos de carrocerias que o mercado oferece.

A partir desse entendimento, é hora de conhecer quais são os principais tipos de carrocerias. Na prática, podemos dividi-los em 3 categorias, que são as seguintes.

  1. Carrocerias abertas.
  2. Carrocerias fechadas.
  3. Carrocerias tidas como especiais.

Saiba mais sobre cada uma delas na sequência.

Tipos de carrocerias abertas

Não é difícil entender porque as carrocerias abertas levam esse nome. Como elas apresentam um compartimento totalmente descoberto, são mais propícias para o transporte de cargas que não exigem proteção especial no transporte.

Um exemplo são os conhecidos caminhões de guincho, que têm como função o resgate de veículos quando apresentam problemas. Perceba que, neste caso, não faz sentido investir em uma solução mais reforçada até porque o foco do serviço não está necessariamente na preservação dos ativos que são transportados, mas sim em fazer ações pontuais de socorro. Dentro dessa categoria de carrocerias abertas existem ainda diferentes tipos. Conheça cada um deles a seguir.

1. Carroceria de grade baixa

Essa é a conhecida carreta, que geralmente transporta produtos embalados em caixas, engradados ou barras de aço, as chamadas “cargas secas”. Esse é um dos tipos de carrocerias que oferecem uma praticidade maior tanto no carregamento quanto no descarregamento das mercadorias, pois não apresentam uma construção que precisa ser fechada por completo.

Neste caso, é importante que os modelos contem com estrutura de fixação reforçada e grades laterais ajustadas de acordo com as necessidades do seu negócio, além de fixação por abraçadeiras.

2. Carroceria de grade alta

São muito parecidas com as apresentadas no tópico anterior, entretanto, estas contêm paredes mais elevadas. Isso porque elas se dedicam a produtos que precisam de um armazenamento mais seguro ao longo da viagem, como cereais a granel, por exemplo, além de arroz, adubo, entre outros.

Com esse tipo de carroceria é possível ter maior grau de segurança em relação às carrocerias de grade baixa, devido à presença das laterais mais altas. Por isso são muito utilizadas em carretas e em trucks, no transporte de produtos encaixotados.

3. Carroceria de caçamba

São muito úteis para projetos de construção civil, pois são modeladas para o transporte de terra, brita e materiais específicos para esse setor.

A caçamba basculante, por exemplo, é bastante eficiente no transporte de produtos a granel com descarga livre via basculamento em no máximo 46 graus da caixa de carga.

4. Carroceria de prancha

Esses são tipos de carrocerias que representam uma solução específica para projetos que exigem maior resistência ao peso, bem como maior volume e homogeneidade.

Caminhões com carroceria de prancha servem para o transporte de tratores, determinadas máquinas agrícolas, entre outros elementos mais pesados.

5. Carroceria de plataforma

É o que costumamos chamar de caminhão de reboque, ou ainda, guincho. Este é o modelo de carroceria mais conhecido entre os motoristas, pois é ele que é enviado sempre que alguém tem problemas com seu veículo a ponto de necessitar de socorro.

Como tem a carroceria em plataforma, esse tipo de veículo consegue fazer o resgate e levar o veículo danificado a seu destino sem maiores dificuldades.

Leia também → Como realizar o controle de abastecimento da sua frota

Tipos de carrocerias fechadas

Consequentemente, as carrocerias fechadas são aquelas que apresentam um compartimento coberto, uma vez que exigem um maior cuidado com as mercadorias que vão sendo dirigidas de um ponto a outro. Assim, vemos um cuidado maior com os produtos em transporte nesses modelos de veículos, seja no que diz respeito à refrigeração ou ainda ao espaço destinado a eles.

Considerando esse tipo de carroceria, podemos ainda destacar 3 categorias, são as seguintes.

1. Carrocerias de baú

São as mais comuns entre os tipos de carrocerias fechadas, sendo 100% vedadas para proteger as mercadorias mais sensíveis. Esse tipo de carroceria serve muito para mudanças, por exemplo, pois evita a exposição de eletrônicos ao sol. Bens como televisores e computadores, se não transportados adequadamente, podem ser danificados em viagens mais longas devido ao excesso de temperatura.

Além disso, a carroceria de baú tende a ser a solução ideal para quem trabalha com cargas secas e determinados tipos de caixas.

2. Carrocerias de baú frigorífico

O baú frigorífico é bastante parecido com a carroceria de baú, entretanto, apresenta um sistema de refrigeração para garantir a temperatura interna dentro do esperado.

Assim é possível transportar cargas como alimentos congelados, perecíveis e medicamentos, uma vez que a refrigeração pode chegar a graus negativos de temperatura.

3. Carrocerias de tipo sider

Este é um baú lonado, projetado de tal forma que o carregamento e o descarregamento dos itens podem ser feitos apenas lateralmente. Sendo assim, essa é a solução ideal para quando o serviço é realizado por empilhadeiras.

São úteis para o trabalho com diferentes tipos de produtos, como alimentos, soluções de limpeza, autopeças, entre outros.

Tipos de carrocerias especiais

Existem ainda alguns modelos que são mais recomendados quando existem características específicas para determinadas cargas. É o caso da caçamba de tipo canavieira que serve para o transporte de cana-de-açúcar por apresentar uma abertura apenas na parte superior.

Já a carroceria de tipo munck é um modelo que conta com um gancho acoplado, bastante eficiente na elevação de máquinas mais pesadas. A carroceria de tipo florestal, por sua vez, é destinada ao transporte de madeira, pois conta com uma superfície plana e uma estrutura lateral que serve para amarrar a carga.

Outros tipos de carrocerias especiais são as chamadas boiadeiras, que transportam cargas vivas de maior porte. São animais como bois, vacas e cavalos, por exemplo. Para que funcione corretamente, a boiadeira precisa contar com diferenciais como um sistema de ventilação interno que garanta as devidas condições de transporte para os animais.

O tanque é a solução ideal para o transporte de combustível, como gasolina, álcool e óleo diesel. É ele o responsável pelo abastecimento dos postos por todo o país. Como lida com produtos inflamáveis, o tanque precisa apresentar um compartimento especial e um cuidado maior no deslocamento.

Por fim, o poliguindaste é uma solução específica para funcionar como suporte para caçambas, pois como o próprio nome sugere, esse tipo de carroceria conta com um guindaste que vem acoplado em sua estrutura.

Assista ao vídeo abaixo e confira o passo a passo para reduzir o custo de manutenção da frota!

Quais são os tipos de carrocerias ideais para cada negócio

Como visto, saber se tem o tipo de carroceria indicada para o frete a ser realizado é fundamental para os objetivos estratégicos do seu negócio. Ter o veículo certo para seus propósitos costuma ser um importante primeiro passo para evitar riscos de acidentes e de avarias não só no veículo, mas especialmente, mas mercadorias, que podem trazer prejuízos para a sua empresa.

Nesse sentido, a boa escolha dos recursos à disposição da sua empresa se torna fundamental para garantir processos mais seguros e confiáveis tanto para você quanto para seus clientes. Por isso, confira a seguir quais são os modelos mais recomendados para cada tipo de atividade.

Para o transporte de carga frigorífica

O transporte de alimentos congelados exige o trabalho com equipamentos próprios. Isso quer dizer baú com vedação, equipamento de resfriamento e revestimento térmico.

Se for esse o negócio da sua empresa, recomenda-se o uso de modelos como o baú frigorífico e a carreta, dependendo do volume de carga e a área de circulação necessária.

Para o transporte de carga viva

Animais vivos exigem cuidados maiores na escolha do caminhão para frete. É preciso que ele conte com uma carroceria com boa ventilação interna, viabilizando a respiração, além de espaço para que os animais não se sobreponham. Pensando assim, para o transporte adequado e seguro dos animais, recomenda-se trabalhar com a carroceria boiadeira.

Vale lembrar também, que esse tipo de transporte exige um cuidado especial por parte dos condutores, que precisam estar devidamente treinados para a atividade.

Para o transporte de carga indivisível e de grandes dimensões

Se você trabalha com muito volume e no transporte de mercadorias que não podem ser divididas, então precisará de um modelo específico de caminhão. Assim, o indicado é recorrer à carroceria de tipo prancha, que é aquela completamente aberta.

Quando citamos carga indivisível, nos referimos àquela carga que não pode ser dividida em duas ou mais partes. É o caso de determinados tipos de máquinas, ou então, peças e estruturas metálicas.

Para o transporte de carga seca

Neste caso, não é necessário cuidado maior em termos de refrigeração e acondicionamento. Os produtos vêm embalados e geralmente estão organizados em paletes ou fardos. Assim, o mais indicado é o caminhão com carroceria baú, que pode ser maior ou menor dependendo do volume a ser transportado.

Além disso, de acordo com o tipo de atividade, uma alternativa é a carroceria de tipo sider, que conta com baú, mas apresenta as laterais fechadas por lona, o que geralmente simplifica a carga e descarga com empilhadeiras.

Para o transporte de veículos

Se a sua necessidade é transportar veículos, então conte com as carrocerias de tipo baú ou sider para veículos menores como motocicletas. Em casos assim, em que o peso não é tão elevado, esse tipo de carroceria é útil o bastante para fazer o transporte com maior agilidade.

Já para veículos mais pesados, o indicado é contar com modelos de carretas e pranchas, pois neste caso, o peso da carga naturalmente será maior, exigindo um cuidado especial principalmente no carregamento e descarregamento das unidades.

Para o transporte de carga a granel

Os produtos não embalados podem estar no estado sólido ou líquido. Sendo assim, é muito importante que você utilize esse critério na hora de pensar nos caminhões e no tipo de carroceria a ser utilizada.

No caso dos produtos sólidos, embalados de maneira segura, como o trigo e o milho, o indicado é contar com caminhões de carroceria aberta, como os de grade alta.

Já no caso do granel líquido, é recomendável o uso de carrocerias específicas, como o tanque, pois elas permitem o preenchimento de todo o espaço do reservatório e preservam o conteúdo.

Para o transporte de cargas mais frágeis

No caso de mercadorias como vidros e cristais, os cuidados devem ser ainda maiores. Não apenas em relação ao transporte, mas especialmente, no que diz respeito a procedimentos como carga e descarga das unidades.

Assim, o mais comum é o uso do caminhão de tipo baú, embora também seja possível fazer uso da carroceria de tipo aberta caso não haja a necessidade de evitar que os itens sejam molhados.

Para o transporte de remédios

Para o transporte de medicamentos, que naturalmente são bastante sensíveis e não podem ser expostos a temperaturas extremas, o indicado é o uso de baús fechados, mas além disso, é preciso o máximo de atenção ao seu estado de conservação, uma vez que existe o risco de contaminação.

É por esse motivo que as cargas frigoríficas também são recomendadas para esse tipo de frete, pois com elas é possível manter as temperaturas sob controle, de acordo com as necessidades de cada produto.

Para o transporte de mudanças

Quando você trabalha com esse tipo de frete, precisa ter em mente que o transporte não será de apenas uma espécie de mercadoria, de maneira que será necessário ter um cuidado maior com tudo aquilo que o cliente quiser transportar. Sendo assim, é preciso considerar a preservação tanto de materiais frágeis como louças, quanto de materiais mais pesados, como geladeiras e armários.

Diante desse cenário, o tipo de carroceria mais indicado é o baú, muito embora seja possível trabalhar com outro tipo de solução dependendo da demanda.

No fim, o mais importante é que você tenha uma visão estratégica do que diz respeito à gestão do seu negócio, ou seja, que seja capaz de entender nos mais diferentes aspectos dos setores o que pode gerar melhores resultados no fim do processo.

Os tipos de carrocerias adequados representam só mais um exemplo disso. Contar com os recursos certos para o transporte na sua empresa costuma ser fundamental para dar mais qualidade às entregas e melhorar a imagem da companhia no mercado.

Por fim, reavalie o uso que sua empresa faz da carroceria no seu negócio em função das informações aqui apresentadas e, se for possível, realinhe seus processos de acordo com a lógica da sua atividade. Tenha certeza que contar com os tipos de carrocerias certos fará a diferença no crescimento do seu negócio.

OnBlox é uma empresa de desenvolvimento de softwares para gerenciamento logístico.

Deixe seu Comentário

Informações

Se você deseja conhecer mais sobre nossos produtos, ou simplesmente fazer uma visita ao nosso escritório, fale conosco através do formulário de contato.