Cuidados com o caminhão: 8 erros que devem ser evitados

Conheça 8 cuidados com o caminhão que toda empresa de logística deveria seguir com suas frotas.

Reduzir custos em logística vai muito além da busca por soluções e métodos operacionais na rotina das empresas. Outros fatores essenciais, como os cuidados com o caminhão, por exemplo, muitas vezes, passam despercebidos aos olhos do gestor e podem ter influência direta na saúde financeira do negócio.

Com isso, a chamada gestão de frotas é fator primordial na logística das empresas, não apenas com o intuito de reduzir ou controlar gastos no dia a dia do transporte, mas principalmente por agregar valores indispensáveis para o desempenho, eficiência e produtividade das operações.

Se você quer otimizar a gestão de suas frotas e aumentar os cuidados com o caminhão de forma eficiente e inteligente, preparamos dicas e informações úteis, que devem ser aplicadas no dia a dia de sua empresa. Acompanhe!

Afinal, qual a importância de uma boa gestão de frotas?

Antes mesmo de enumerar algumas dicas práticas de cuidados com o caminhão, é importante entender que a gestão de frotas deve ser parte das estratégias gerenciais de uma empresa, independentemente do tamanho ou volume de carros disponíveis.

Além disso, a gestão de frotas não deve ser resumida unicamente a controles superficiais, por exemplo, de quanto o veículo gastou em combustível e pedágio em uma determinada operação.

Hoje, graças ao advento de tecnologias dedicadas, é possível amplificar esses controles e abordar outros fatores essenciais que são inerentes aos gastos da frota, garantindo, assim, uma gestão muito mais completa e estratégica.

Na prática, uma boa gestão de frotas agrega valores não só em relação a questões administrativas e de controles, mas também pode ter influência direta na saúde financeira da empresa, na produtividade das equipes, na conservação do patrimônio e, inclusive, na experiência positiva do cliente final.

Logo, prezar por cuidados com o caminhão está diretamente atrelado à eficiência logística de sua empresa e, portanto, é estratégia essencial de qualquer gestão.

Quais as vantagens de cuidar bem da frota na prática?

Aproveitando o gancho, é possível listar algumas vantagens práticas dos cuidados com o caminhão da empresa no dia a dia. São elas:

Redução de custos

Sem dúvidas, reduzir custos com transporte é tarefa desafiadora de todas as empresas no Brasil. Afinal, quem opera com logística no país, conhece bem a complexidade das operações, a situação das estradas nacionais, a amplitude do território, entre outras características.

Para se ter uma ideia mais exata, de acordo com um levantamento nacional, o transporte logístico representa quase 13% dos custos totais das empresas no Brasil, o que tem um peso muito significativo, tanto para os gestores, como para o cliente final.

No entanto, apesar de todas as especificidades do cenário nacional, um fator chama a atenção nesses números elevados: a falta de manutenção adequada e a condição das frotas.

Em outras palavras, mesmo que o país apresente suas dificuldades de infraestrutura, há uma lacuna de gastos que poderia ser reduzida por melhorias na gestão de frotas das empresas.

Ou seja, controlar gastos de forma mais eficiente, conseguir planejar melhor as próximas operações, melhorar o aproveitamento da capacidade de carga e colocar em prática bons cuidados com o caminhão no dia a dia, sem dúvidas, também podem reduzir custos nas empresas.

Aumento da vida útil

Além da questão dos custos operacionais, os cuidados com o caminhão também ajudam a reduzir gastos com manutenções e, consequentemente, aumentam a vida útil do veículo durante seu uso.

A substituição de frotas é estratégia recorrente nas organizações e cada gestor busca definir a periodicidade mais adequada para cada caso.

No entanto, ainda que haja políticas bem definidas para a troca do veículo em seu tempo exato, manutenções preventivas e certos cuidados com o caminhão podem elevar ainda mais o desempenho do mesmo durante o seu período ativo.

Maior produtividade operacional

Prezar por bons cuidados com o caminhão também melhora a produtividade das operações, evitando por exemplo, carros parados no pátio por defeitos, sobrecarga nos demais, atrasos de entregas por falta de espaço e ineficiência nos carregamentos.

Experiência do consumidor

Muito além de uma boa roteirização e organização logística, suas entregas dependem da qualidade e segurança ao longo dos trajetos. E com veículos obsoletos e com riscos de problemas constantes, essa tarefa acaba se tornando cada vez mais arriscada, o que pode trazer influências negativas nas suas relações comerciais.

Imagine por exemplo atrasar entregar por falta de manutenção do veículo ou mesmo por ausência de carros disponíveis naquele momento! São problemas recorrentes em muitas empresas e a causa principal - quase sempre - é atrelada a uma má gestão de frotas.

Segurança

Por fim, prezar por bons cuidados com o caminhão da empresa deve ir além das questões operacionais e administrativas do negócio. Afinal, estamos tratando também da integridade de produtos, colaboradores e terceiros durante todo o trajeto das entregas.

Logo, a questão da segurança é fator crucial dentro de uma gestão de frotas eficiente e visa preservar um compromisso com a vida e a qualidade dos serviços prestados por quem faz parte da empresa.

E quais os erros mais comuns nos cuidados com o caminhão?

Vista a série de vantagens destacadas acima, fica claro de como a gestão de frotas é fator essencial na logística de qualquer empresa e, apesar do conceito ser amplamente debatido entre os gestores, nem sempre os cuidados com o caminhão são colocados em prática no dia a dia.

Para exemplificar isso de melhor maneira, nós enumeramos alguns exemplos clássicos de erros comuns na gestão de frotas e que precisam ser evitados. Confira!

1. Não controlar gastos com a frota

Um erro clássico e muitas vezes repetido nas empresas. Ainda que pareça algo óbvio a ser realizado, controlar os custos com a frota nem sempre depende de organização e planejamento dos gestores. Mas também de ferramentas adequadas para tal!

Sendo assim, muitas equipes de logística acabam não controlando ou deixando seus controles a desejar, justamente por não contarem com uma infraestrutura adequada na empresa, que permita realizar essa tarefa de forma eficiente.

Para isso, a implementação de ferramentas tecnológicas voltadas para a gestão de frotas visa não apenas melhorar os cuidados com o caminhão, mas também de garantir controles mais apurados no dia a dia das entregas.

Entre os principais controles necessários de uma boa gestão de frotas, vale destacar:

→ Assista ao vídeo abaixo e saiba como ser um gestor de frotas de sucesso!

2. Não criar uma política de frotas

Outra forma de melhorar os cuidados com o caminhão da empresa é definindo regras e boas práticas de uso do patrimônio. Isso se dá principalmente por meio de uma política interna de frotas, que permite listar as melhores condutas para os profissionais da organização.

Há inúmeros modelos de políticas de frotas que podem ser seguidos, mas cabe ao gestor enumerar as regras e condutas conforme as especificidades de sua empresa.

Para exemplificar melhor, seguem algumas sugestões a serem levadas em consideração:

  • limites de abastecimento;

  • regras de paradas, pernoites e alimentação durante as entregas;

  • custos previstos de viagens;

  • valores máximos de consumo do motorista;

  • regras de reembolso de custos;

  • multas e penalidades.

3. Não realizar manutenções preventivas

Um dos principais pilares de uma boa gestão de frotas é a manutenção preventiva dos veículos, mas que nem sempre é seguida adequadamente na prática.

Para isso, indica-se criar e seguir calendários de revisões e pequenas manutenções, ainda que o veículo seja novo ou não apresente nenhum sintoma de desgaste.

Esperar o problema ocorrer para resolvê-lo muitas vezes pode pesar em custos elevados e até mesmo tirar o veículo de atuação naquele momento, o que pode trazer prejuízos incalculáveis para suas operações.

Leia mais sobre → manutenção preventiva, corretiva e preditiva.

4. Sobrecarregar as entregas

Os veículos têm vida útil como qualquer equipamento e, portanto, sobrecarregar sua capacidade operacional tende a reduzir o seu desempenho ao longo do tempo. Sendo assim, ultrapassar os limites de carga para tentar aproveitar melhor as rotas de entrega está longe de ser uma estratégia eficiente, pelo menos, não a longo prazo.

Na prática, é muito mais eficiente contar com uma boa roteirização, planejamento e organização de suas entregas, do que forçar o mesmo veículo a cumprir o máximo de entregas possíveis acima de sua capacidade operacional.

5. Não ter controle do estoque de peças

Em uma gestão de frotas, os cuidados com o caminhão devem ir além do veículo em si e do motorista. Afinal, uma manutenção envolve outros setores e profissionais, sejam da empresa, sejam terceirizados.

Em outras palavras, sua gestão de frotas precisa levar em consideração também as compras de peças de reposição, seus estoques, mão de obra etc.

E de todos esses fatores, o controle de estoque de peças já adquiridas muitas vezes passa despercebido dos controles da gestão, acarretando compras repetidas, itens parados nas prateleiras e até mesmo perda de produtos.

Para evitar isso, busque realizar:

  • inventários de peças no almoxarifado;

  • controles das últimas compras;

  • cadastro de fornecedores;

  • programação de reabastecimento de peças.

6. Não controlar o rodízio de pneus

Entre os principais cuidados com o caminhão, a troca de pneus é uma estratégia fundamental e que permite aumentar muito o desempenho e o prazo de substituição definitiva das peças.

No entanto, essa tarefa muitas vezes é realizada sem um devido controle, apenas sendo guiada pela opinião e visão dos mecânicos.

Porém, assim como todos os demais controles, o rodízio de pneus pode ser feito de forma mais estratégica e controlada, desde que haja ferramentas adequadas para isso.

7. Não seguir os manuais das montadoras

Por mais que seus mecânicos sejam profissionais de confiança, os manuais das montadoras sempre serão a principal base de consulta e manutenção dos modelos de sua empresa.

Por isso, não se orientar nesses documentos pode acarretar uma série de erros e colocar em risco o desempenho original de seu veículo.

Entre os itens mais importantes a serem levados em consideração, vale destacar:

  • prazos para a troca de óleo;

  • tipo de lubrificante indicado;

  • tipo de combustível;

  • capacidade de carga;

  • calibragem adequada;

  • prazo de troca de peças e outras manutenções.

8. Não monitorar o consumo

Acompanhar o desempenho e consumo de sua frota é estratégia importante para a gestão e ajuda a diagnosticar possíveis problemas, mesmo que o veículo não apresente nenhum defeito aparente.

O alto consumo de combustível pode estar associado a inúmeros fatores, desde a falta de manutenção, até a condução inadequada do motorista.

Porém, mais uma vez, para se controlar isso de forma eficiente e com base em dados, é fundamental deter de infraestrutura tecnológica na empresa, que permita acompanhar históricos, emitir relatórios e registrar cada desempenho de entrega.

E qual a melhor ferramenta para gerenciamento de frota?

Como destacamos diversas vezes ao longo do material, muito além dos cuidados com o caminhão, o gestor precisa contar com ferramentas propícias que otimizem suas tarefas e controles no dia a dia.

Indiscutivelmente, quando o assunto é gestão de frotas, a solução tecnológica mais usada é o CFT, ou simplesmente Sistema para Gerenciamento da Manutenção de Frotas.

Por meio desse software, sua empresa passa a controlar todos os custos e demandas que cada caminhão necessita, como:

  • controles de custos com manutenção;

  • compra de peças;

  • cadastro de oficinas e mão de obra;

  • controle de pneus;

  • controle de consumo de combustíveis;

  • lubrificantes e outras peças;

  • gestão de estoque de peças;

  • agendamento de manutenções.

Além de todas essas funcionalidades, o Sistema de Gerenciamento de Manutenção de Frota ainda permite gerar controles personalizados por veículo ou motorista, registra histórico de dados, gera relatórios gerenciais e permite controlar tanto frotas próprias, como agregadas.

Em resumo, essas são algumas dicas fundamentais e a importância de se investir em uma boa gestão de frotas em sua empresa. Para isso, como destacado, muito além de bons cuidados com o caminhão, é fundamental deter de ferramentas adequadas para o gerenciamento de suas tarefas e tomadas de decisões mais assertivas.

E, portanto, se você quer otimizar sua gestão de frotas e melhorar ainda mais o desempenho de seus veículos, converse agora mesmo com um de nossos especialistas e agende uma apresentação de nosso CFT.

 

OnBlox é uma empresa de desenvolvimento de softwares para gerenciamento logístico.

Deixe seu Comentário

Informações

Se você deseja conhecer mais sobre nossos produtos, ou simplesmente fazer uma visita ao nosso escritório, fale conosco através do formulário de contato.